Seu navegador não suporta JavaScript!
Planejamento - Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão
Você está aqui: Página Inicial Pasta de Notícias Rio ganhará hospital do cérebro
IMÓVEIS FUNCIONAIS
 

Rio ganhará hospital do cérebro

Rio de Janeiro, 29/05/12 - A Superintendência do Patrimônio da União no Rio de Janeiro (SPU/RJ), representando o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), autorizou a cessão de uso do prédio e do terreno onde funcionava o antigo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO) ao governo estadual, no centro do Rio. O endereço vai receber, em breve, o Hospital Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer e o Hospital da Visão.

A previsão é que o centro de referência em neurocirurgia e tratamento do Acidente Vascular Cerebral (AVC) abra à população já em julho de 2012, após reformas para ajuste da atual estrutura. A partir da inauguração, o hospital vai oferecer serviços de neurocirurgia avançada, tratamento da epilepsia e UTI exclusiva do protocolo do AVC. Serão abertos neste primeiro momento 44 leitos.

A segunda fase do projeto será a construção, no mesmo terreno, de um novo prédio que possibilitará a ampliação destes serviços e também a implantação do Hospital Estadual da Visão, para tratamento, por exemplo, de doenças como a catarata e também a realização de transplantes de córnea. Ao final, serão quase 170 novos leitos na rede, além de moderno centro de reabilitação.

O cronograma prevê a partir do terceiro trimestre de 2013 toda a estrutura seja entregue à saúde pública do Rio de Janeiro. O projeto integral deve receber cerca de R$ 40 milhões de investimentos. A administração da unidade seguirá o modelo de gestão compartilhada por Organizações Sociais (OSs) e os leitos serão referenciados pela Central de Regulação do protocolo de perfil neurocirúrgico.

Equipe de comunicação da SPU/RJ

Ações do documento
Gestão em rede

Este portal é construído  e gerenciado coletiva e descentralizadamente por meio da gestão em rede, na qual a concepção e alimentação dos conteúdos são executadas autonoma  e independentemente, segundo alguns princípios que garantem uma linguagem comum e objetivos alinhados. Um servidor de cada unidade (vinte e sete superintendências nos estados e diretorias do órgão central), denominados “Monitores de Comunicação”, criam, alimentam e fazem a manutenção de cada página de maneira descentralizada, respeitando a necessidade, realidade e cultura de cada região, estado e público que se relaciona com a questão patrimonial da União.
       
Essa é uma inovação na maneira da administração publica se comunicar com você, cidadão.
       
Para sugerir melhorias, opinar, denunciar alguma ocupação irregular em um bem da União, ou qualquer outro assunto de interesse do patrimônio da União, utilize nosso “Fale Conosco”.

 
Solução SERPRO Software Livre Zope Plone Acessibilidade SERPRO